Império Serrano: assista ao clipe oficial do samba-enredo de 2019
27/07/2018 16:44 em Carnaval

O Império Serrano divulgou, na tarde desta sexta-feira (20), o clipe oficial de seu samba-enredo para o Carnaval 2019. No próximo ano, a tradicional agremiação de Madureira abrirá os desfiles do Grupo Especial com um enredo montado em cima da canção “O que é, o que é?” de Gonzaguinha. O tema, intitulado com o próprio nome da música do filho do Rei do Baião, será desenvolvido pelo carnavalesco Paulo Menezes.

Como anunciado previamente, a escola não realizou disputa de sambas enredo neste ano. Para o próximo Carnaval, o Império Serrano levará à Avenida a própria composição de Gonzaguinha como hino da escola. Decisão dividiu opiniões de compositores entrevistados pelo SRzd.

Letra:

E a vida
E a vida o que é?
Diga lá, meu irmão
Ela é a batida de um coração
Ela é uma doce ilusão
(Êh! Ôh!)

Mas e a vida
Ela é “maravida” ou é sofrimento?
Ela é alegria ou lamento?
O que é, O que é?
Meu irmão

Há quem fale
Que a vida da gente
É um nada no mundo
É uma gota, é um tempo
Que nem dá um segundo

Há quem fale
Que é um divino
Mistério profundo
É o sopro do criador
Numa atitude repleta de amor

Você diz que é luta e prazer
Ele diz que a vida é viver
Ela diz que melhor é morrer
Pois amada não é
E o verbo é sofrer

Eu só sei que confio na moça
E na moça eu ponho a força da fé
Somos nós que fazemos a vida
Como der, ou puder, ou quiser

Sempre desejada
Por mais que esteja errada
Ninguém quer a morte
Só saúde e sorte

E a pergunta roda
E a cabeça agita
Fico com a pureza
Da resposta das crianças
É a vida, é bonita
E é bonita

Viver
E não ter a vergonha
De ser feliz
Cantar (e cantar e cantar)
A beleza de ser
Um eterno aprendiz
(Ah meu Deus!) – bis –

Eu sei
Que a vida devia ser
Bem melhor e será
Mas isso não impede
Que eu repita
É bonita, é bonita
E é bonita

Créditos do clipe:

Compositor: Gonzaguinha
Intérprete Oficial: Silas Leleu
Mestre de Bateria: Gilmar Cunha
Produção musical e arranjos: Rafael Prates
Cavaquinho: Evandro Alves e Rafael Prates
Violão: Rafael Pereira
Percussão/Bateria: Sinfônica do Samba – Renan Alvarenga, Wallace Gomes, André Cabide, João Elis, Gilmar Cunha, Paulo Vitor Carvalho, Silvio da Cuíca e André Pedro.
Coro: Andinho Samara, Aldo Ribeiro, Jovaci Silva, Marquinhos Silva, Rodrigo Silveira, Marquinhos Lima, Lissandra Canta, Millena Wainer, Thatiane Carvalho e Ester Muniz Rocco.
Produção: Alexander Soares
Imagens: Alexander Soares e Beto Cunha
Edição: Renne Barbosa
Sonorização e mixagem: Mauricio Fonseca – M&C Estúdio Marechal Hermes.

COMENTÁRIOS